Sobre a Supra Contactos
Columbofilia
Beyers
Backs
Chevita
Travipharma
Remelco
Paloma
Pigeon Vitality
Dr. Brockamp
Wonder Pigeon
Bricon
Acessórios
Pombos Adultos


Ref.:



Após os concursos:
Após a época de concursos, é essencial que um veterinário faça um exame físico aos pombos, para evitar que os organismos infecciosos apanhados durante a época invadam a colónia, alastrando-se; o que pode levar a um foco de doença num período de stress (por ex.: acasalamento ou exposições).
Este exame deve ser feito o mais cedo possível, para que os tratamentos necessários possam ser feitos antes da muda, evitando danos na plumagem.
Em zonas consideradas de risco de disseminação de Poquetes, as aves devem ser vacinadas.

Durante a muda:
A muda deve ser rápida e completa. Durante este período, devem tomar-se medidas para reforçar o metabolismo dos pombos, acelerar a muda e promover a formação de penas novas e saudáveis.
Para evitar problemas que possam danificar irreversivelmente a formação de novas penas, durante a muda administra-se chevi-san, mycosan-tCCS e miral conforme indicado no quadro seguinte:

 

Domingo

Segunda-feira

Terça-feira

Quarta-feira

Quinta-feira

Sexta-feira

Sábado

chevi-san

20 ml para 2 litros

  

mycosan-tCCS

1 saqueta para 2 litros

 

miral

20 ml para 2 litros

ou

na ração diária para 40 pombos

 

As aves não devem ter contacto com parasitas externos, o que se consegue através de um controle regular com chevi-tren ou ins 15 (ver plano de tratamento para ectoparasitas).

Após a muda:
Exame individual das aves por um veterinário.
Esfregaços: Papo, cloaca, amostras de órgãos de um pombo morto (quando aplicável).
Exame das fezes: Recolher excrementos durante um período de 3 dias, de manhã e à noite (5 dias no caso de suspeita da existência de portadores crónicos).
Se for detectada alguma doença, deve seguir-se o plano de tratamento.
Eliminar possíveis causas da doença (melhorar as condições do pombal).

9 semanas antes do acasalamento:
Iniciar tratamento de prevenção com ampicillin-t, seguido de vacinação contra a salmonelose com chevivac-S (ver plano de tratamento e vacinação).

7 semanas antes do acasalamento:
Como preparação para a reprodução, todos os pombos da colónia devem ser cuidadosamente desinfestados com ascapilla®+ (ver plano de tratamento para afecções verminosas).

5 semanas antes do acasalamento:
Vacinação das aves adultas contra a infecção pelo vírus da paramixo com chevivac-P200 (ver plano de vacinação).

Desde 2 semanas antes do acasalamento, até à separação dos borrachos:
Para reforçar o instinto de acasalamento, e ajudar ao estado físico dos pais durante a criação administra-se: chevi-san, vitin® e miral conforme indicado no quadro seguinte:

 

Domingo

Segunda-feira

Terça-feira

Quarta-feira

Quinta-feira

Sexta-feira

Sábado

chevi-san

20 ml para 2 litros

  

vitin®

20 ml para 2 litros

ou

na ração diária para 40 pombos

 

miral

20 ml para 2 litros

ou

na ração diária para 40 pombos

 

Após a postura:
Para proteger os borrachos enquanto estão no ninho, os pais, por precaução, devem fazer um tratamento contra a tricomoníase com chevi-col®+ (ver
plano de tratamento da tricomoníase).

Pouco antes do início do período dos concursos:
Fazer exame de saúde aos pombos de competição.
Se se tratar de uma colónia com elevada incidência de tricomoníase, deve repetir-se o tratamento com chevi-col®+ (ver
plano de tratamento da tricomoníase).

NOTÍCIAS
Homologação dos constatadores

Constatadores electrónicos Bricon SPEEDY e Bricon X-treme

..
Ler mais
  Home | Produtos | Representações | Notícias | Links | Downloads | Sobre a Supra | Contactos
  2008 Supra - Suplementos e Rações Import / Export, Lda Design por Startup | admin