Sobre a Supra Contactos
Columbofilia
Beyers
Backs
Chevita
Travipharma
Remelco
Paloma
Pigeon Vitality
Dr. Brockamp
Wonder Pigeon
Bricon
Acessórios
- Doença dos Borrachos (Adenovirose)


Ref.:



A doença espalhou-se pelo mundo muito rapidamente e é causa de grandes perdas nos jovens borrachos.

Agentes patogénicos:
È uma infecção mista envolvendo vírus e bactérias (especialmente E.coli, "coccus" e protozoários).
Os agentes patogénicos são transmitidos por via aerógena, através do pó, pelo contacto directo entre os animais ou através dos bebedouros e sistemas de alimentação.
Os focos da doença são despoletados por factores de stress tais como o calor, a vacinação, a introdução de animais novos e os primeiros voos e encestamento dos jovens pombos.

Sintomas:
A doença pode ocorrer com a morte súbita sem qualquer sinal de doença que a preceda.
Uma situação típica acontece quando os animais saem do pombal para um voo de treino e cerca de uma hora depois, quando regressam, pousam no telhado do pombal e não reagem ao chamamento do criador, morrendo depois no espaço de horas.
Morte precedida de sinais de doença visíveis:
Desde que aparecem os sintomas até à morte (demora entre 3 e 8 dias) são observados os seguintes sintomas: inactividade, plumagem eriçada, falta de apetite, perda de peso, fezes amarelo-esverdeadas e vómito.

Diagnóstico da doença:
Devido ao elevado número de agentes que podem estar envolvidos na doença, só é possível um diagnóstico especulativo.

Outras doenças semelhantes:
Infecção por E.coli, Hexamitiase.

Tratamento:
Não existe uma vacina contra a adenovirose. Contudo os pombos doentes podem ser tratados com adenosan. O uso regular de adenosan pode prevenir um surto da doença em animais suspeitos.

1.O adenosan usa-se:
 Durante pelo menos 7 dias após os primeiros sintomas de adenovirose.
Se a doença só for reconhecida tardiamente, é necessário o uso adicional de um produto com actividade anti-biótica (preferentemente furazolidon+) de forma a controlar a infecção bacteriana. A furazolidona já demonstrou actividade especifica contra as infecções intestinais por E. coli.
  
2.Usa-se o adenosan nas seguintes situações quando houver razão para recear uma infecção como resultado do contacto com outros pombos:
 Durante um período de 7 dias quando se introduzem no bando animais novos.
 Na época de voo, durante 3 dias após voo.
  
3.Usa-se adenosan:
 quando for provável um foco em consequência de um desafio (pressão) imunitário tal como acontece após a vacinação contra paramixovírus, salmonella e varíola - administrar 3 dias antes da vacina e 4 dias depois.
   
4.Usa-se adenosan quando uma alteraçao na flora intestinal predispuser os animais a um surto.
 Quando se tratam os animais contra a tricomonas, recomendamos a administração paralela de adenosan 3 dias antes do tratamento e enquanto este dure.
NOTÍCIAS
Homologação dos constatadores

Constatadores electrónicos Bricon SPEEDY e Bricon X-treme

..
Ler mais
  Home | Produtos | Representações | Notícias | Links | Downloads | Sobre a Supra | Contactos
  2008 Supra - Suplementos e Rações Import / Export, Lda Design por Startup | admin